FIV e ICSI, INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL, hum?

Muito bem, até pouco tempo atrás, o que esta pessoa conhecia de reprodução humana era apena a INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL. Para mim, era tudo a mesma coisa. E eu vou te contar uma novidade…. Não, não é tudo a mesma coisa!!!

Com o passar do tempo, nessa vida de tentante, você passa a ser uma mini micro power puf conhecedora de métodos, siglas, tratamentos e formas de engravidar, você só não engravida! (tá… piada ruim pro contexto, mas tá valendo Hahahahaha)

Vamos lá então… existem algumas diferenças entre estes três procedimentos. Comecemos com a famosa Inseminação Artificial.

Existem alguns protocolos que serão seguidos em ambos os tratamentos, que são:

  • Estimulação ovariana (10 a 12 dias)
  • Indução da ovulação (36 horas)

Estes serão feitos tanto na inseminação, quanto na FIV tradicional ou ICSI.

A coleta dos espermatozoides é feita por meio de masturbação, no próprio laboratório e no caso da inseminação necessita, com duas horas de antecedência ao procedimento, de uma preparação em laboratório do sêmen, para melhorar e aumentar o potencial de fecundação ao serem introduzidos no útero materno.

Os espermatozoides capacitados são introduzidos no interior da cavidade uterina com a ajuda de um cateter. Após esse procedimento o tratamento foi concluído. Então iniciamos a betaespera (fase nada fácil), ou seja, o tempo de espera para a confirmação da gravidez enquanto ocorre a nidação (hum? Outro Post).

Trata-se de um procedimento mais simples e menos invasivo, geralmente utilizado em casais jovens e com baixa infertilidade.

Já a Fertilização In Vitro (FIV), também conhecida popularmente como Bebê de Proveta,  indicada para casos mais complexos de infertilidade, ou seja, casais com idade avançada, pacientes que tenham realizado tratamentos anteriores sem sucesso, mulheres com ausência de trompas ou lesões tubárias, casos de endometriose avançada, quando há números limitados de óvulos, ou fator masculino severo.

Aqui, depois da estimulação ovariana e a indução a ovulação, os folículos liberados são puncionados pelo médico (com anestesia e sedação, é bem tranquilo), O médico utiliza o ultrassom com uma agulha e aspira os folículos ovarianos via transvaginal. Os óvulos são encontrados dentro do líquido aspirado. No mesmo dia, o homem colhe o sêmen através da masturbação. Após algumas horas, o casal é liberado.

Os óvulos puncionados e o sêmen são levados ao laboratório para serem fertilizados. Se houver grande número de óvulos, podem ser separados alguns para fertilizar e outros para serem congelados.

Para serem fecundados, os óvulos e os espermatozoides são colocados juntos em um recipiente próprio e pode ocorrer a FIV clássica, o espermatozoide mais forte “vence” e fecunda o óvulo.

No método ICSI, que significa Intra Citoplasmatic Sperm Injection, é feita a escolha do espermatozoide de melhor qualidade e este é introduzido no óvulo maduro por meio de uma injeção microscópica. Esta técnica é utilizada especialmente em casos de infertilidade masculina ou quantidade baixa de espermatozoides ativos.

Uma vez fertilizados, esses embriões são acompanhados diariamente para se verificar o desenvolvimento dos mesmos e suas multiplicações de células. Cerca de dois a três dias já podem ser transferidos para o útero da mulher, ou congelados para transferência em ciclo posterior.

A transferência não requer anestesia. Os embriões são colocados dentro do útero com um catéter especial com ou sem auxílio de uma ultrassonografia pélvica via supra-púbica.

Após 12 a 14 dias, já se pode saber o resultado através do teste de gravidez (beta-hCG). A taxa de gravidez por tentativa depende da idade da mulher e do diagnóstico do casal.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

2 respostas para “FIV e ICSI, INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL, hum?”

  1. Estou ficando semi especialista nesses termos também! Obrigada por esclarecer, também misturava tudo esses conceitos de in vitro e inseminação. 🙂

    1. oi Thatá…

      hahahaha não é? Com o passar do tempo, fui vendo que são procedimentos totalmente diferentes…

      Beijinhos e continue acompanhando o Blog….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *