INJEÇÃO!!! NÃO!!!

Cara, tá aí uma coisa que nunca gostei, tomar injeção. Nunca não, pera, depois que fiquei “grande” essa coisa começou a me aterrorizar.

Tenho muito claro em minhas lembranças que eu e meus irmãos ainda pequenos, íamos sozinhos ao postinho de saúde da pequena cidade que morávamos para tomar as vacinas que eram necessárias.

De um modo geral, nós nunca demos problemas para minha mãe quando se tratava de tomar remédios!!!

Mas quando eu tinha dez anos, quebrei meu braço e no hospital a enfermeira me furou inteira tentando achar uma veia pra colocar o soro e fiquei tipo uma peneira, minha mãe diz que chorei muito e desde então, acredito eu, peguei pavor de agulha.

Sério, já passei muita vergonha (desde que por livre e espontânea pressão do meu marido), decidi tomar minhas vacinas atrasadas e as de campanhas mais recentes.

Na escola em que eu estudava, quando era época de tomar alguma vacina, eu pulava o muro e fugia para não tomar injeção… é, pois é.

Lembro de uma vez, num sábado de manhã saímos da igreja eu e meu marido então namorado (ou seja, eu já era uma marmanja) e forçosamente fomos ao posto tomar a vacina da H1N1 (acho que foi a primeira campanha de vacinação dessa gripe). Eu estava suando frio, com medo e na fila antes de mim, uma linda menina, que devia ter no máximo seis anos, tomou a injeção tranquila saiu sorrindo e saltitante com a mamãe dela, e eu?! Me mantive forte, sou adulta poxa!!!

Ao colocar os pés para fora do posto, caí aos prantos, chorando e tremendo como vara verde!!! Vergonhoso, mas não era medo da dor porque não sentia nada, mas algo incontrolável.

Com a necessidade do tratamento, tive que passar por cima dos meus medos, regularizei minha carteira de vacinação, NÃO CHOREI! Só um pouquinho quando cheguei no carro, confesso, mas me mantive firme.

No início não foi nada fácil, antes de cada exame de sangue que tinha de fazer, quase não dormia na noite anterior, dá pra acreditar???

Desde então, já fiz tantos exames de sangue, tantas injeções, tantas agulhadas… que sabe, nem me lembro direito o pavor que sentia antes. Só não consegui ainda me auto aplicar, mas quem sabe será o próximo passo!!!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

8 respostas para “INJEÇÃO!!! NÃO!!!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *