O COMEÇO DO SOFRIMENTO

Acordei cedo tomei um banho e fomos à clínica, o dia da punção havia chegado.

Cheguei na clínica às 07:30 da manhã, e fiquei aguardando ser chamada para fazer o procedimento.

Nossa hora chegou, subimos nos paramentamos e ficamos ansiosos na espera de que tudo acabasse logo.

Após a punção (clique aqui), fiquei na sala de recuperação por cerca de duas horas e já fui liberada para ir pra casa. Saímos de lá com uma receita em mãos de alguns medicamentos para dor, gases e para prisão de ventre.

Fiquei na casa da minha mãe, por ficar mais próximo à Maringá, cidade que faço o tratamento. No mesmo dia, quarta-feira pra ser mais específica, fiquei sentindo algum desconforto, mas nada diferente do que já tinha passado nos pós cirúrgicos anteriores.

Mas a noite a coisa começou a complicar, minha barriga parecia ter dobrado de tamanho estava sentindo muita dor e mal conseguia me mexer. Achei que pudesse ser normal, tomei meus remédios e adormeci.

Na quinta-feira acordei maior ainda, estava com uma barriga de cinco meses com muita dor e não conseguia ir ao banheiro. Fui me pesar e qual não foi minha surpresa, vi que estava com quase 3 quilos a mais que o meu peso normal. O queee????

Sem entender o que de fato estava acontecendo ligamos para o médico e ele disse que a princípio isso seria normal, mas que se o quadro piorasse, eu teria que ir pra lá pra ele me ver.

Adivinhem… Piorei… fomos a Maringá novamente e ele fez uma ultrassom em minha barriga e constatou que estava cheia de líquido. Lá descobri que eu estava passando pela Síndrome da Hiperestimulação Ovariana (clique aqui). Foi quando ele nos contou que no dia da punção havia mais de 30 folículos e outros menores ainda e que eu havia respondido bem aos medicamentos (bem demais né, convenhamos), que minha situação inspirava cuidados e que teria que ser monitorada.

Até aí, tudo bem… dor eu aguento! O que fez meu mundo cair é que os embriões que estavam “nascendo” no laboratório, não poderiam ser transferidos naquele momento!!!!

Voltei, mais uma vez, pra casa fazendo o que Brasil???  Chorando muito!!!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

15 respostas para “O COMEÇO DO SOFRIMENTO”

  1. Nossa… li e revivi… comigo aconteceu a mesma coisa 🙁
    Fiz três vezes e hiperestimulei todas às vezes! Mas o final dessa história vc conhece… um japonesinho lindo!!!! Tenha fé… a história não acabou… 😉 vou de novo…. 😘

    1. oi Sheila….

      Sério que você hiperestimulou todas as vezes…. aff que sofrimento amiga!!!!

      E que notícia mais linda… Vai tentar o próximo!!! que Bênção!! Que venha uma japonesinha agora… já pensou…

      Que Deus a abençoes… força, foco e fé! Beijinhos..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *