LINDAS HISTÓRIAS

Vou dedicar este Post para as lindas histórias que tenho recebido desde o dia que decidi escrever neste Blog. Essas são apenas algumas das que já recebi, muitas delas foram em conversas e por isso as vezes não consiga reproduzi-las como queria…

Como combinado, não irei citar nomes, mas se alguém se identificar em uma delas e quiser se manifestar, fique à vontade..

“por 9 anos luto pelo sonho de ser mãe biológica. 2 gestações sem sucesso, 2 inseminações e 2 fertilizações sem sucesso Bendita endometriose silenciosa!!! Mas durante todo o processo, entramos na fila de adoção e Deus nos deu um presente lindo que não nasceu de mim, mas nasceu pra mim! Fica minha pequena história. Deus responde de alguma forma Ele sabe dos nossos anseios e conhece os nossos sonhos, mas os sonhos Dele são bem maiores que os nossos. Confie!!!”

 “Sei muito bem como é esta luta de quem espera ter a benção de um filho. Foram 5 anos fazendo exames e procedimentos com uma gravidez de quase 5 meses sem sucesso. Deus me respondeu com um ”espera” por todo este tempo. Em um momento, fiz uma escolha de deixar meu trabalho, cuidar da saúde e procurar o melhor médico da cidade, foi quando tive a maior e melhor notícia da minha vida. Hoje meu baby tem 8 meses e digo que todo esforço vale a pena e que Deus sabia que este era o melhor momento para nós. Compartilho minha experiência como forma de incentivo para lutar.”

“Oii Talita!!! Como você está? Venho acompanhando a sua história no face e gostaria de te deixar umas palavras, na verdade 3 histórias. Eu ainda não sou casada, não sei se vou passar por algo semelhante ao que você está passando, mas 3 pessoas da minha família passaram, a primeira delas é a minha mãe. A minha mãe era uma criança doente… a minha vó dava leite de vaca pra minha mãe, que tem intolerância à lactose e também à proteína do leite. Isso fez com que a minha mãe desenvolvesse várias alergias e problemas, entre eles a dificuldade de engravidar. Quando ela se casou, o médico disse que ela nunca poderia engravidar de forma natural. Devido à dificuldades financeiras, estavam planejando ir para o Japão. (…) Foi então que eles oraram e pediram uma resposta direta de Deus. Pediram que se fosse da vontade dEle que eles fossem para o Japão, que tudo desse certo, mas que se não fosse a vontade de Deus, que a minha mãe engravidasse. E a resposta veio. Em pouco tempo a minha mãe engravidou de mim, e o médico não sabia explicar como isso pôde acontecer.  Bom, a segunda história sobre minha tia. Ela não conseguia engravidar de jeito nenhum, mas um dia de forma natural ela finalmente conseguiu, mas com 2 meses perdeu, passou pela dor de perder 4 bebês, em sua última gestação teve que fazer repouso absoluto… Não foi nada fácil. Mas ela conseguiu. Agora a terceira história, penso eu que é a que você vai melhor se identificar, é a da esposa do meu tio. Eles são casados há 13 anos. Lutaram demais pelo sonho de ter filhos. Foram 5 anos. Tentaram adoção, estão no Japão há 20 anos, com incentivo do governo há um subsídio de até 5 FIV para os casais. A minha tia sofre de um problema que o organismo dela não reconhece o bebê, então ela produz um hormônio que induz ao aborto, e o meu tio, marido dela, é quase estéril, com uma quantidade de espermatozoides vivos e saudáveis quase irrelevante. Minha tia fez 4 FIV. Toda aquela ansiedade que eles tinham passou. 2 anos após o nascimento do meu primo, em exames de rotina da família, veio a notícia, a minha tia estava grávida de novo, e dessa vez de forma natural. Ela finalmente soube o que é uma gestação prazerosa e tranquila, e há 2 meses o meu primo Davi nasceu”.

“Tali Amiga. Confesso que até hoje eu tinha me emocionado. Hoje, eu chorei lendo o que você escreveu aqui. Passei por um vale nessa questão de gravidez. Às vezes ainda me pego pensando que hoje ele poderia estar com 5 meses. Ele faria 6 meses no natal! As coisas seriam diferentes, estariam diferentes! Mas Ele sabe da hora e do lugar. Ler o que você escreveu hoje foi algo que me confortou muito. Já parei para me perguntar várias vezes!!!! Porque eu? Porque assim? Por que desse jeito? Porque comigo? Mas realmente a graça de Deus nos basta?!?!?! Obrigada por escrever isso ta. Passei por algo “semelhante” mas não tenho endometriose, recebi um diagnóstico errado de útero Bicorno, mas depois descobri que não. Decidi engravidar ano passado em julho, engravidei em setembro e perdi no fim de dezembro!!! Acho que esse ano eu ainda estou vivendo a sequela. Ano que vem vamos tentar de novo”.

“Não tive dificuldades pra engravidar…mas não sei se você sabe outros lados da minha história. Resumidamente, no começo tive que ficar 6 semanas em repouso e no Utrogestan por conta de um descolamento de placenta. Logo no começo já encarei a possibilidade de perder meu filho. Mas graças a Deus depois da 12a semana foi tudo normal. Queria parto normal, mas só se tudo contribuísse, não insistiria nem teimaria com os médicos. O problema é que eles insistiram. Fiquei 22 horas em trabalho de parto, uma hora em fase expulsiva…meu bebê nasceu todo roxo e mole. Nem foi para o quarto. Do berçário foi direto pra UTI. No dia seguinte, um sábado, ele teve 6 convulsões, duas delas eu estava com minhas mãos sobre ele na incubadora. Foi terrível. Ele ficou 16 dias na UTI. Até agora tem sido um bebê normal, mas temos que fazer acompanhamento neurológico até os dois anos. Enfim, sempre fui uma pessoa super ansiosa e nervosa. Com a gravidez fiquei menos…mas eu e meu esposo falamos que começamos no nível hard rs”.

Essas foram só algumas das que recebi… espero que tenham gostado, porque eu gostei muito de recebe-las.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *