PINGUINS

Com a bexiga devidamente cheia, entrei na sala onde a transferência seria feita… o Hugo estava junto dessa vez, nervoso, com as mãos geladas, e eu? Nem conseguia me mexer, porque com certeza faria xixi… então melhor manter a cara de paisagem… hahahaha

A transferência dos embriões (TEC), é um procedimento bem rápido e indolor, por meio de uma ultrassonografia, fica bem claro a bexiga cheeeeia de líquido e o útero fica visível.

Uma vez detectado o útero, um cateter contendo os embriões é inserido (como se fosse uma US transvaginal) e bem devagarinho, você vê umas bolinhas caminhando pela tela do monitor e ficando dentro do seu útero.

O Dr. Vinícius chegou na sala, orou (achei lindo isso) e autorizou o laboratório a “abrir a janelinha” e entregar meus pinguins para entrarem na barriga da mamãe.

Foi lindo e emocionante. Em menos de 3 minutos eles já estavam comigo. Aquela sensação de que agora só dependia de Deus e da natureza agir, mas que eu também teria responsabilidade pra que tudo aquilo desse certo, estava bem vivo dentro de mim.

Fiquei mais uns 5 minutos ali deitada na maca (que pareceram uma eternidade, que vontade de fazer xixi minha gente!!!!), e depois já pude levantar, FAZER XIXI e me trocar.

Pois é, fazer xixi… e o medo de jogar fora meus pinguins?! Hahahahaha sei que não existe essa possibilidade, mas duvido se existe alguma mulher nesse mundo que tenha feito FIV e que não tenha pensado nisso!!! D U V I D O!!!!! HAHAHAHAHAHAHA

Trocada, com a bexiga devidamente vazia e no hall de entrada da clínica, esperamos o doutor nos chamar.

Fomos à sala dele, ele nos explicou tudinho como seriam os próximos dias, quem conhece ele, parece que vai ouvir ele dizendo: VIDA NORMAL! SEGUE O BAILE! LANCE NORMAL, SEGUE O JOGO! OPEN BAR!!! Hahahahahaha

Resumindo, nada de repouso absoluto (leia aqui), alimentos a evitar, ou comer demasiadamente! Obvio que cada um faz o que achar melhor e ele deixou isso bem claro, se eu quisesse pedir pra ele um atestado de 7 dias, ele me daria, desde que isso fosse bom pra mim e pro meu psicológico!

Mas não havia nenhuma obrigatoriedade. Até exercícios físicos eu poderia fazer, com cautela é claro, mas VIDA NORMAL, não é mesmo?

Saí da clínica com mais uma sacolinha da Semear, com meus medicamentos que deveria tomar de suporte da gravidez, e com o teste de farmácia que deveria fazer no D12.

Segura a ansiedade, curta o momento, cuide do seu psicológico, era só isso que eu conseguia pensar.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

16 respostas para “PINGUINS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *