COMO LIDAR COM A INFERTILIDADE

Como vocês já sabem, fui tentante por quase 7 anos até conseguir meu primeiro positivo (sei que sou repetitiva, mas foram mais de 40 negativos – que eu contei)!

Eu queria muito que todas as pessoas soubessem a montanha russa de sentimentos que é a vida de uma tentante!

A cada mês que a menstruação vem, a cada amiga que engravida e você não (pra mim, essa sempre foi a pior parte, você estar muito feliz pela amiga ter recebido o milagre dela e pensar: mas por que eu ainda não?)… são muitas situações envolvidas no processo.

A infertilidade pode atingir qualquer pessoa, de qualquer idade. Não podemos julgar, não temos o direito de fazer brincadeiras. Se caso você souber de algum casal que passa pelo problema da infertilidade, NUNCA diga a ela para relaxar e deixar que as coisas aconteçam naturalmente, ou que vai acontecer quando pararem de tentar. Isso é péssimo, vai por mim, por maior que sejam as suas boas intenções!

Falar tudo isso, dá a entender que a culpa é nossa, é do casal tentante de não engravidar, ou porque não relaxam, não param de tentar, não dão um tempo, porque estão insistindo demais!!!

A melhor coisa a dizer seria: sinto muito por você estar passando por essa situação, ou apenas não falar nada.

Tentantes não precisam de conselhos, precisam de acolhimento, de empatia, de carinho!

Muitos casai sofrem uma pressão enorme da sociedade, da família, dos amigos e isso em nada contribui para o tratamento.

Hoje, depois que comecei a escrever esse Blog, venho recebendo muitas mensagens de mulheres que sofrem com a infertilidade e das mais diversas formas.

Minha função não é dar conselhos do que elas têm que fazer ou deixar de fazer… falo um pouco da minha experiência, os passos que dei a cada vez e o mais importante, incentivo a nunca desistirem, porque a caminhada não é fácil, é um fardo muito pesado a ser carregado, mas a palavra desistir não deve existir no vocabulário de uma tentante!

A recompensa vem, é só crer e confiar naquEle que tudo fez e criou.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

NUNCA MAIS SOZINHA!

A sensação de nunca mais estar sozinha, é maravilhosa…

Aonde vou, sei que a Victoria está comigo. Falar com ela, contar histórias, cantar pra ela, ouvir música com ela… é demais!!!

Estou com 30 semanas, e nessa fase ela já escuta sons externos, já sente o sabor de alguns alimentos, e se mexe bastante.

Certa noite, acordei de tanto que ela se mexeu… então fiz um carinho em minha barriga, conversei com ela…. e acredito que adormeceu, porque ficou bem calma e quietinha.

Saber que hoje carrego um ser que é metade minha e metade do amor da minha vida, um bebe tão sonhado e planejado, me faz pensar em como Deus nos ama a ponto de nos conceder o privilégio de gerar uma nova vida, o milagre da vida.

Muitas mulheres que tem tido contato com esse Blog estão vindo falar comigo e está sendo uma alegria imensa poder compartilhar com elas um pouco das experiências que vivi e de certa forma, ajuda-las a enfrentar os momentos que estão vivendo.

Não é fácil ser tentante. Não é fácil explicar o porquê de até agora não ter filhos (mas já estão casados há tanto tempo, e os filhos, não querem ter não?), a pergunta que mais ouvia…

Falo um pouco sobre isso nesse Post Aqui!

Mas nunca desisti do meu sonho, nunca desisti de tentar… persistir e resistir a todas as provações, era o que eu repetia a todo instante! E você deve fazer o mesmo!

Os nãos que a vida te dá hoje, serão os sins que Deus enviará no futuro!

Confie, ore, não desanime… o melhor de Deus está reservado para você e sua família!

Hoje me pego pensando nos anos em que lutei para engravidar… e parece irônico, mas as alegrias que tenho hoje, me fazem esquecer o sofrimento que tive anos atrás.

Então, foque no futuro reservado pra você, tenho certeza que será compensador.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

CORAÇÃO CONTRITO

Escrito em 08/09/2017

“Hoje faz 5 dias que estou com os embriões e para meu desespero, não estou sentindo nada!

Sei que a vez anterior que fiz a FIV, em março, foi muito conturbada e por isso foi tão diferente, mas não sei o que pensar.

Tento disfarçar que está tudo bem, mas hoje não consegui e chorei, chorei por não conseguir saber o que está acontecendo comigo, chorei pela incerteza, pelo medo de mais uma vez me frustrar!

Entreguei nas mãos de Deus essa FIV e sei que Ele fará o melhor para mim, mas confesso que a teoria é bem mais fácil que a prática.

Estou tentando manter meus pensamentos positivos, mas não é fácil, as dúvidas batem à porta e me consomem!

Agora de manhã, ao fazer meu culto matinal, li que Deus está pronto a nos perdoar e transformar nosso coração, limpá-lo de toda a iniquidade e de toda a maldade e eu clamei a Deus que me ajude a abandonar os meus pensamentos maus, para me tornar digna de receber as Suas bênçãos.

Eu sei que a melhor coisa que tenho a fazer nesse momento é de verdade, descansar na promessa de que Cristo está preparando algo maravilhoso para mim e se não der certo mais uma vez, é porque Deus está me moldando para me tornar uma pessoa melhor, uma mãe melhor e assim estar mais preparada para educar e amar meus filhos.

Molda meu coração Pai, limpa minha alma para poder estar pura diante de Ti.

Me ajuda Senhor a andar em teus caminhos e fazer a Tua vontade. Dá-me forças para enfrentar o que for preciso! Cuida de mim, cuida do Hugo e das sementinhas que carrego, que se for da Tua vontade, elas ficarão comigo por um bom tempo!

AMÉM!”

Copiando o que escrevi nesse dia, pude perceber o quanto eu estava sofrendo, o quão angustiada estava. Quantas vezes passei por isso, quantas vezes senti essa dor silenciosa.

E fico imaginando, quantas mulheres também não passam por isso, caladas, muitas vezes nem com os próprios maridos conseguem conversar.

Saibam que esse canal está aberto a vocês, podem me chamar no Facebook, (página Talita Negri – Blog Esperar o Que?) ou no Instagram (@talitanegri), que estou sempre pronta a ouvi-las e ajudar no que for possível!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

GRÁVIDA! SIM ESTOU!

Mesmo que eu tenha lutado e sonhado com esse momento por mais de 6 anos, quando de fato chegou a minha vez, senti um desespero… não imaginei que sentiria isso, até porque, planejei tanto esse momento, que achei que em meu coração sentiria apenas alegria!!!

No dia que peguei o positivo, foi sim só alegria… mas uns dias depois, veio o desespero, será que vou ser capaz, será que vai dar tudo certo, será que a gestação vai pra frente!!!

Gente, são tantas as dúvidas, que eu não fazia ideia que as teria, e tive, uma a uma. A cada dia é uma coisa diferente.

Ansiedade para a primeira ultra, como você não tem barriga, eu não estava tendo enjoos, não tem como saber se o bebe está bem, se vai ouvir coração, se não vai, são muitos os medos!

No dia 05/07/2018 foi o dia da minha primeira ultra, 7 semanas e 1 dia… coração batendo forte… uma bolinha apenas, e como pode uma bolinha de 1 cm ter um coraçãozinho que bate tão forte assim?

09/07/2018, segunda ultra no consultório do meu obstetra… MEDO!!! E se não tivesse mais coração batendo???

Tinha… tinha sim… nosso pacotinho de amor estava lá, sem forma, mas já muito amado!!!

Próxima ansiedade… o sexo!!! Eu fiquei muito, mas muito ansiosa… jamais aguentaria esperar até a 17ª semana para saber por meio da ultra o sexo do bebê, então, é claro que corri para fazer o exame da sexagem fetal! Não sabe o que é? Vou rapidamente te explicar então!

Esse exame pode ser feito após a 8ª semana de gestação, que é quando o DNA do bebê já pode ser detectado no sangue da mãe.

Então, este é um exame nada invasivo, que não afeta o bebê e a porcentagem de acerto dele é de 98,5%.

Foram colhidas algumas ampolas de sangue, e uma amostra e colocada no microscópio e analisada a tipagem do DNA. Essa rotina, no laboratório que fiz, é seguida por 10 vezes. Se caso for encontrado um Y em meio aos X, parabéns, você será mãe de um belo MENINO, caso não encontra nenhum Y, somente X, parabéns, você será mãe de uma bela MENINA…

Mas atenção, esse exame não é 100% garantido, então pode ocorrer erro, por mais incomum que seja, isso pode acontecer!!!

Sendo assim, com 9 semanas, parti fazer meu exame de sangue da sexagem fetal, com o chá revelação marcado para o dia 19/08.

Se você pensa em fazer esse exame pensando no chá revelação, se programe bem, porque o resultado demora pra sair, o meu demorou uns 15 dias se não me engano!

O chá, gente como sonhei com esse dia… planejei cada detalhe durante anos… decoração, tudo… e foi exatamente como eu sonhei, rodeada de pessoas que amo e que também me amam e sonharam junto com a gente toda essa emoção que estamos vivendo hoje!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

BLOG, FASE 2

A partir de agora, esse Blog passa a ter uma pegada um pouco diferente, com temas relacionados à vida de gestante.

Quem diria que a Talitinha aqui passaria a escrever como uma grávida, deixando para traz a forma sofrida de tentante?

Mas você, tentante que acompanha a cada novo Post, o que essa louca aventureira na arte de escrever publica a cada semana, não se sinta desamparada. O espaço ainda é dedicado a você e ao turbilhão de sentimentos que envolve essa luta incansável pelo sonho de gestar.

O que muda agora, é que tudo que estou experimentando a cada dia, será retratado com mais frequência, com o intuito de te dar força para nunca desistir desse sonho.

O programa fantástico fez uma série de reportagens referentes à INFERTILIDADE. Indico muito assistir a todos os episódios, o choro é inevitável, com histórias lindas, de lutas e vitórias.

A ideia, é fortalecer você mulher, marido, que há anos busca a maternidade/paternidade, com altos e baixos, muito gasto de dinheiro, sofrimento psicológico intenso, cobrança implícita da família e amigos, com uma vida cheia de perguntas que não tem respostas.

Não desista do sonho, mas cada um conhece seus limites. Se está muito difícil, de um tempo, pare, descanse, foque em outras coisas e depois, volte com tudo. Era assim que eu fazia e isso me ajudava muito.

Se está muito difícil, procure ajuda profissional, não enfrente tudo sozinha, pois a caminhada pode ser mais leve se compartilhada com aqueles que tem condições de ajudar…

Eu nunca desisti, nunca passou pela minha cabeça desistir do sonho de ser mãe, mesmo que para isso, eu precisasse atravessar o oceano para conseguir.

Esse deve ser o pensamento. Cabeça erguida, fazer o que está ao nosso alcance, confiar em Deus, que o mais, Ele vai fazer.

Algumas coisas foram acontecendo na minha vida, até eu descobrir que estava grávida. Uma delas e pra mim a mais significativa e importante, aconteceu em um final de semana que participávamos de um congresso sobre trabalho voluntário, um outro sonho que temos e que vai ficar para um próximo post.

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

UMA NOVA VIDA

Os dias foram passando, e decidimos que guardaríamos segredo da gravidez até a 12ª semana, ou seja, até completar os 3 meses, período de maior risco de aborto espontâneo. E assim fizemos.

Mas antes disso, pra família é claro que contamos. Pra minha mãe e irmãos, fizemos no mesmo dia que descobrimos, porque deu certo de irmos pra lá.

Pra minha sogra e vó, contamos no domingo! Foi muito emocionante, a D. Diva, minha sogra, ficou atônita, sem reação alguma, parecia não entender ou não acreditar no que estava ouvindo… passado esse momento, adivinhem??? Foi uma choradeira só!!! Afinal, é o primeiro neto dela, primeira experiência como avó, e a mãe dela, como Bisa!

Passamos a semana toda tentando pensar uma forma de contarmos para meus cunhados Alvaro e Carol, eles moram em outra cidade e meu cunhado faz residência médica, ou seja, horários totalmente loucos… mas na sexta, depois  de percebermos que não conseguiríamos contar pessoalmente, e minha sogra, ligando pra ele insistentemente para que ele falasse com a gente!!! (hahaha pensa numa mãe/sogra ansiosa… quase estraga nossa surpresa!!! Hahahaha), resolvemos fazer uma vídeo chamada pra contarmos a maravilhosa bênção!!!

Foi pura emoção!!!

E no domingo, fomos à Maringá contar para minha irmã… mais emoção pra conta!!!

Ter a alegria de compartilhar uma notícia que há tantos anos era sonhada e esperada, foi e ainda é, uma sensação muito, mas muito boa!

É algo difícil de explicar, saber que por tantos anos chorei debruçada em meus negativos, chorei porque queria algo que aos olhos de muita gente era tão simples, SER MÃE! E não conseguia… e sei, que muitas pessoas sofriam comigo, minha família principalmente.

Depois de contar a toda família, começava a ansiedade do primeiro ultrassom. Como seria? Será que é verdade mesmo? (Até hoje, me pergunto se é verdade que estou grávida, acho que enquanto a barriga não aparecer de verdade, vou continuar tendo esse medo).

O dia 05/07/2018 era o dia marcado para minha US. Não dormi na noite anterior de tanta ansiedade.

Na sala entrou meu marido e minha sogra, como ela mora mais longe, a convidei para primeira ultra, pois eu sei que nas próximas ela não poderia vir, mas minha mãe também foi junto, infelizmente não pôde entrar conosco.

Eu estava lá, devidamente preparada para iniciar a US à espera do médico, já chorando… hahaha gente chorei tanto nos primeiros dias, que acho que gastei minhas lágrimas… hahaha

Então ele chegou, nos cumprimentou, e deu início ao procedimento… de cara já vi o saco gestacional… e um pouquinho depois, vi uma bolinha branca… era meu bebê…

Acho que apertei tão forte a mão do Hugo, coitado, que ele chorou foi de dor e não de emoção!!! hahahaha

Uns minutos depois, escutei uma escola de samba!!! Meu Deus, o coração… nessa hora, acho que até a enfermeira que acompanhava o exame chorou, porque foi uma fungação só, eu, meu marido, minha sogra… todo mundo chorando…

O coração batia forte, rápido, constante… como sonhei com esse momento… descobri que não estava de 9 semanas como o exame do Beta apontava, mas sim de 7 semanas e 1 dia.

Descobri também, que a partir daquele momento, minha vida seria contada através de semanas e não de meses, bem como minha virada de semana não seria mais no sábado, e sim às quartas-feiras.

Toda quarta, somo mais uma semana no sonho de ser gestante!!!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

VOCÊ SERÁ PAPAI

Enquanto eu estava ali, no banheiro, sem poder acreditar ainda que era aquilo mesmo que eu estava vendo e ainda imaginando a maravilhosa surpresa que eu faria para o pai do bebê que eu esperava, quem surge?

Sim, ele! O pai da criança!

Escondi depressa o teste debaixo do tapete do banheiro… e ele já chegou falando coisas nada a ver, e eu sem conseguir prestar atenção no que ele tava falando, ainda em estado de choque, fiquei ali, sentada…

E num rompante de emoção, a única coisa que pensei em fazer (ainda bem), foi ligar a câmera do celular e mostrar o teste pra ele… Não viu o vídeo ainda? Assista aqui.

Sim, minha revelação para o meu marido não foi absolutamente nada glamorosa, não teve parque com jardins, sol brilhando no céu, balões subindo com escritas de amor…

Mas teve muita emoção, falta de reação por parte do Hugo, atônito, sem entender ou acreditar no que estava vendo, afinal, ele também nunca tinha visto algo parecido em todos esses anos!

Foi lindo, emocionante… finalmente caí em mim, sai daquele banheiro, o abracei, choramos, sorrimos, ORAMOS!

Oramos agradecendo a Deus pelo milagre concedido, e a primeira reação que tivemos, foi entregar a vida dessa criança nas mãos de dEle, pois foi Ele quem nos deu, e a Ele a dedicaremos…

Assim como Ana dedicou Samuel a Deus, nosso filho ou filha também será dedicado a Ele, para que a nossa benção abençoe a muitas outras pessoas!!!

Aquela manhã, foi uma manhã difícil de se concentrar, não conseguia pensar em mais nada. Fiz o beta, positivasso… mais de 30.000 mUI.

Agora, começava a saga de como contar pra família. Como faríamos? Existem muitas ideias na internet, então comecei buscar alguma forma de fazer isso… e achei uma bem legal, que foi a que escolhemos… no vídeo a reação, a emoção, cada um do seu jeito, é muito legal de ver e sentir tudo de novo!!!

Trabalhamos de manhã nesse dia, pois a tarde teria o Jogo do Brasil. Já tinha combinado de ir a casa da minha mãe assistir com eles, então quando estivesse só a família reunida, contaríamos a novidade!!!

E assim fizemos. Convidei a todos para tirarmos uma selfie juntos, ao invés de estar com a câmera ligada para foto, estava filmando… e quando contei… nossa!!!! Que delícia…

Para quem não entendeu a reação da minha mãe gritando “meu sonho! Meu sonho!”, vou brevemente explicar…

Toda vez que minha mãe sonha que alguém está grávida, essa pessoa pode fazer o beta, porque vai estar!!! E ela NUNCA tinha sonhado comigo grávida… eu sempre pedia, mãe sonha comigo, sonha comigo, por favor…

Naquela semana, de sábado pra domingo, ELA SONHOU! Sonhou que eu chegava e falava, gente, agora é verdade, estou grávida!!! Ela disse que o sonho foi só isso… eu falei e ela acordou!!!

Eu já estava grávida!!! Eu não sabia, nem ela… mas Deus já havia mostrado pra ela em sonho a maravilhosa benção que Ele tinha nos concedido!!!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

QUARTA 27 DE JUNHO DE 2018

Esse dia, jamais vou esquecer… meu marido saiu cedo de casa para um compromisso, e eu acordei logo depois de ele ter saído.

Eu levantei de um jeito diferente, com uma vontade imensa de fazer mais um teste de gravidez. Na viagem que fiz em abril, comprei vários testes no valor de 1 dólar… então, caso desse negativo de novo, seria pouco dinheiro perdido, já que o teste “bom” eu estava guardando para quando fizesse a FIV novamente.

Em todos esses anos de tentante, a gente vai aprendendo que o NÃO já temos, e que basta a cada uma de nós, buscar e lutar pelo SIM.

Nesta situação específica, eu já tinha 2 nãos, um de farmácia e outro de sangue, então ah… seja o que Deus quiser, eu pensei… e mal sabia eu, que Ele já queria!!!

Então, muito tranquila (SQN – sempre fico nervosa antes dos testes de gravidez), fiz xixi no teste e o deixei de lado, afinal eu já “sabia” o resultado…

Mas quando dei uma espiadinha de canto de olho nele… meu Deus, eu não pude acreditar que um segundo palitinho estava aparecendo!!! Não pode ser verdade… eu nunca tinha visto isso acontecer…

Todos esses pensamentos se passaram na minha cabeça em uma fração de segundos… tentei cortar o xixi para aproveitar fazer também o teste bom… mas quem disse que eu o encontrava… quando eu achei… não tinha mais xixi… gente que desespero… queria que vocês através da leitura, conseguissem sentir o desespero que senti naquele momento!!!

Deu positivo, será? Mas e esse teste é confiável? Xixi, não tem mais!!! ÁGUA, vou tomar água.. muita água… tomei uma garrafa de 500 ml de uma vez!!!

Xixi, preciso produzir mais! O teste, POSITIVO! SENHOR É ISSO MESMO? Não sabia se gritava, se chorava, se ria!!!

Xixi, preciso fazer xixi, mais água, Talita, toma mais água.. e lá se foi ela tomar mais água!!!

Me arrepio de lembrar desse momento, rio de mim mesma devido à minha reação, mas na hora não consegui reagir de maneira diferente, afinal foram mais de 40 negativos ao longo desses anos… e esse era meu primeiro positivo!!!

Mandei uma foto do teste pro Dr Vinícius… que me respondeu segundos depois.. e foi bem assim:

P

O

S

I

T

I

V

O

Hahahahahaha… foi muito legal!!! Eu não sabia nem o que falar direito… ele disse para colher sangue porque ele não conhecia o teste!!! Xixi!!! Lembrei que teria que fazer xixi de novo no teste bom!!! E finalmente depois de 1 lito de água a vontade veio, e o POSITIVO no teste bom veio junto!!!

Ali sentada na privada, imaginava a forma como contaria essa linda novidade pro Hugo. Imaginei balões subindo, num parque em um lindo dia de sol, escrito Hugo, você será Papai, imaginei  as belas surpresas que se sucederiam…

Mas não foi nada assim!!!

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua..

COMO TUDO ACONTECEU 2

O tão esperado dia 07/06/2018 chegou e sem menstruação. Mas eu nunca fui 100% regulada, então nem pensei em nada.

No entanto, após 5 dias resolvi fazer um teste de farmácia, tinha vários em casa e não custava nada usar um pra ver se por ventura um segundo palitinho não apareceria!!!

Nada, NEGATIVO!!!

Por incrível que pareça, não me abalei… a vida continuou, mas com 8 dias de atraso, resolvi fazer um beta… tudo isso sem contar absolutamente nada pro Hugo… e o resultado???

Nada, NEGATIVO!!!

Uns dias depois, tive um corrimento marrom por 2 dias, parecia uma borra de café, mas clarinho… (NIDAÇÃO sua tonta, como não percebi isso??? Já li tanto, escrevi a respeito e não percebi quando chegou a minha vez)!

Então minha gente! Vida que segue… e seguiu messssmo!!! Estava fazendo tratamento dentário, me preparando para finalmente tirar meus sizos… avaliação feita, Raio X, tomografia, sim, fiz tudo isso!!!

Ahhh e como se não bastasse, estava fazendo um tratamento para melasmas (manchas) no rosto com ácidos e tudo que tenho direito!!!

Uma amiga muito querida, quando contei isso a ela me disse que “de criança e grávida que não sabe que está, Deus cuida”… olha, acho que dei trabalho heim!!!

No dia 24/06, ajudamos na organização de um jantar dos namorados aqui na minha cidade, no qual carreguei um monte de peso, subi e desci escada várias vezes pregando e organizando a decoração, enfim, tudo, exatamente tuuuuuudo que uma grávida nas suas primeiras semanas Não pode fazer EU FIZ!!!

E então, a menstruação não vinha… e aquilo começou a me intrigar… mas eu já tinha dois exames negativos… era só mais um atraso… não passa de um atraso, era o que eu pensava!

Nesse meio tempo, eu estressada e super sensível (sintomas de gravidez que a toda sabichona aqui não percebeu) mandei whats pro coitado do Dr. Vinícius, reclamando que minha menstruação não vinha… que eu queria começar o preparo já, blá blá blá blá!!!!

Lá vai o bom e querido médico, com toda paciência do mundo, responder as minhas dúvidas e me orientar no que fazer… Pediu pra que eu tomasse um remedinho por 5 dias que a menstruação viria… e eu tinha o tal remédio em casa… se daria problema com a gestação, não sei.. só sei que peguei o tal remédio pra tomar umas 5 vezes e desisti…

Pensei, já é tudo tão artificial, que venha essa menstruação na hora que tiver que vir mesmo!!! E não tomei!!!

Na terça dia 26/06/2018 muito incomodada com a menstruação que não vinha, com o rosto cheio de espinhas e muita dor nos seios, tendo a certeza que a menstruação viria, pois esses eram meus sintomas de TPM, fui ao banheiro, e notei um corrimento branquinho, gelatinoso, e nem sinal da maldita escarlate (olha que nome chique pra menstruação.. hahahaha).

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…

COMO TUDO ACONTECEU

Bom, já que ontem eu só soltei o vídeo da mais linda e melhor notícia que já dei na minha vida, nada melhor que hoje, eu contar com mais detalhes como tudo aconteceu, não é mesmo?

Como contei no penúltimo Post, eu tomei o antibiótico que o médico me prescreveu, mas devo dizer que não era apenas isto que eu estava fazendo…

Desde o mês de dezembro do ano passado, eu e meu marido decidimos que daríamos um tempo nas drogas farmacológicas, e faríamos apenas tratamentos naturais.

Então, estava tomando óleo de prímula, óleo semente de gergelim, uma vitamina chama Henger, uxi amarelo e unha de gato, e várias outras vitaminas em capsulas.

Várias coisas, meu marido e eu tomávamos juntos, outras eram específicas pra ele e outra específicas pra mim… tomamos bem direitinho, eram muitas capsulas pela manhã e nos demais horários que tínhamos que tomar, mas começamos a nos sentir muito bem!

INFORMAÇÃO IMPORTANTE: tudo que tomamos foi devidamente orientado por um especialista em tratamento natural, não fizemos nada por conta, NÃO FAÇA ISSO! Porque o seu problema não é o mesmo que o meu e o efeito pode ser desastroso, mesmo sendo com produto natural.

Então, acredito que ao começar a tomar o antibiótico, como meu organismo estava livre de fármacos há quase 6 meses, seu efeito foi potencializado, ocasionando um ambiente propício para a fecundação.

Minha menstruação veio no dia 07/05/2018 e eu estava esperando que viria novamente lá pelo dia 07/06/2018.

Eu e meu marido estávamos pronto para fazer mais uma transferência (FIV), já estava com todos os medicamentos comprados, só aguardando a menstruação vir para dar início ao preparo do endométrio.

E então inicia o mês de junho. Minha vida estava normal, sem sintomas, sem nada… eu queria é que a menstruação viesse logo, esse era meu sentimento e pensamento.

Algo que acho legal contar, é que no mês de fevereiro, tive um atraso de 13 dias… achei que estivesse grávida, fiz vários testes, todos negativos e foi muito frustrante pra mim.

Aí, em uma oração, chorando muito, clamei a Deus que se essa não fosse a vontade dEle pra nossa vida, a de nos tornarmos pais, que Ele me tirasse essa imensa vontade de ser mãe, para que de alguma forma eu não sofresse tanto como vinha sofrendo todos esses anos.

Logo que terminei a oração, não sei como, mas senti uma paz tão grande, algo que não sei explicar muito bem e foi tão bom… a partir dali algo mudou dentro de mim, tive uma certeza muito forte que este ano de 2018 EU SERIA MÃE!

Na viagem que fizemos em abril, comecei meu enxoval, sim, comprei o máximo que pude de roupinhas e objetos neutros para meu futuro bebê! Até decoração para meu chá de revelação eu comprei!!!

O Hugo, preocupado, veio falar comigo com o medo de me frustrar por estar fazendo enxoval sem estar grávida, planejando um chá de revelação, mas eu tinha tanta certeza que aquilo estava me deixando muito feliz e acho que eu estava transparecendo essa felicidade o acalmando, até me ajudou a escolher algumas coisas…

Eu tinha certeza que engravidaria, eu só não sabia que Deus seria tão bom comigo e que seria tão rápido!!!!

O dia 07 de junho chegou… e a menstruação? Não, não veio não…

Quer saber mais? Se identifica com algum ponto desse post? Comenta aqui em baixo…

A história continua…